23.12.09

Eu devia dedicar-me à jardinagem.


Estou na biblioteca da minha universidade e já não sei para que lado me virar. Estou aqui com um feeling que não vou passar a uma ou duas cadeiras. Não que eu não seja inteligente, porque THANK GOD nasci com o dom da inteligência, mas vejo uma acumulação de matéria que não interessa a ninguém, que nunca me vai servir para nada e eu tenho mesmo que decorar isto. Mas não consigo. Eu tento nunca desistir de nada mas assim é impossível. Tenho de saber mais ou menos umas vinte teorias filosóficas, saber mais uns quantos autores, estudar não sei quantos modelos de comunicação, saber a História do século XX e mais umas quantas coisas.

Para que é que isto me serve? Para nada. Eu quero organizar eventos! De moda, de champanhe e croquete, exposições artísticas, o que quiserem! Mas agora o que é que me interessa o que o Freud, o Adorno e mais uns quantos pensavam?? Que secaaa... Nem sequer sinto o espírito natalício. Nada. Adorava sentir, mas não é no meio dos livros que o vou encontar.

Lisboa é linda nesta altura. Adorava tirar um dia, pegar na máquina fotográfica e ir dar uma volta à baixa lisboeta e captar reacções, sentimentos, pessoas, caras. Ou simplesmente sentar-me no Starbucks que abriu no Chiado e desfrutar de um Latte. Desfrutar é a palavra certa. Com esta correria de um lado para o outro, com o computador atrás, não dá para nada. Adorava não sentir o Natal a correr, a passar por mim, a ser mais um dia no ano.

Para os meus pais comprei chocolates, o que já é uma tradição, e uma moldura grande com três fotografias, uma minha quando era miúda, uma dos meus pais quando se casaram e uma nossa quando eu tinha para aí dois anos. Para a Maria comprei umas cuecas sexy na Accessorize (sim, eu sou a louca que oferece roupa interior no Natal mas a miúda está a precisar) e chocolates. Para a Tinez e para a Nicky comprei um colar igual para as duas a dizer Love, não que eu queira que elas usem, mas que pendurem no quarto para que cada vez que olhem para lá se lembrem de mim e do amor que eu sinto por elas. Para o Zé não digo porque eu sei que ele vem aqui (querias...).

Os meus próximos dias vão ser passados entre os livros (God damn you little evils)e a minha adorada família. A parte da minha mãe está cheia de crianças dado que os meus primos têm decidido reproduzir-se nos últimos anos. A parte do meu pai ainda não tem crianças, eu sou a terceira mais nova mas aproximam-se dois casamentos.

De resto, adorava poder saltar um mês na minha vida. Estou com uma grande Fé sobre o próximo semestre. O semestre de Verão é bem mais animado. Primeiro, o tempo está melhor. Segundo, mal começa o semestre vem o Carnaval que é sempre um dos pontos altos do ano. A loucura do ano passado em Sesimbra vai ser repetida, se tiverem sorte ponho aqui umas fotografias. Terceiro, as férias da Páscoa dão sempre para relaxar um bocado e ir à praia. E no fim do semestre faço 20 anos e haverá festa com certeza!

Por hoje é tudo porque não dá para mais!
x (just one),
R.

2 comentários:

paula'maria disse...

bom natal baby :)

Mariana disse...

quando eu tinha filosofia estudava tanto, oh god nem m quero lembrar,ag ja n tenho filosofia mas tenho outras,e de vez em quando penso o mesmo,para que q estou a estudar isto se no futuro n m vai servir de nada,ando-me a cansar para nada.ja somos 2 a passar o natal a estudar,este ano tb n estou c grande espirito natalicio,pode ser q sinta amnha c a chegada das prendas lolll